Notícias
10/08/2018 19h48
AMMA esclarece desfiliação da juíza Anelise Reginato

Em virtude das manifestações equivocadas divulgadas na imprensa, relacionadas ao ato de desfiliação da juíza Anelise Reginato, ocorrido na manhã desta sexta-feira (10), a Associação dos Magistrados do Maranhão (AMMA) esclarece:

Quarta-feira (8/8) - Durante à noite, logo após a publicação da decisão no processo que tramita na Justiça Eleitoral, em Coroatá, começam os ataques à juíza Anelise Reginato.

Quinta-feira (9/8) - Por volta das 8h30, o diretor de Prerrogativas da AMMA , juiz Holídice Barros, entrou em contato com a juíza Anelise Reginato para manifestar o apoio da entidade e colocar a AMMA à disposição para qualquer providência necessária.

Ainda na quinta-feira, por volta das 9h, antes de embarcar para São Luís, vindo de Brasília, onde participou na noite do dia anterior da sessão administrativa do STF que tratou da proposta orçamentária do Judiciário, o presidente da AMMA, juiz Angelo Santos, ligou para a juíza Anelise e ratificou o apoio da associação, colocando-se à disposição para as medidas cabíveis.

Na conversa, o presidente da AMMA tomou conhecimento da ida da juíza Anelise à Delegacia de Combate aos Crimes Tecnológicos, assegurando, de imediato, que a diretora Andrea Perlmutter Lago acompanhasse a magistrada à delegacia, para o registro de ocorrência.

Por volta das 10h30, o Boletim de Ocorrência foi feito pela juíza Anelise, acompanhada da diretora Andrea Lago.

Após desembarcar em São Luís, por volta das 14h o presidente da AMMA entrou em contato com a juíza Anelise, recebendo a informação de que o registro de ocorrência na Delegacia de Combate a Crimes Tecnológicos havia sido feito em total normalidade e que a Diretoria de Segurança Institucional do TJMA acompanharia as investigações. A magistrada agradeceu o apoio recebido.

Angelo Santos informou à magistrada que acionaria os diretores de segurança da AMMA para acompanhar o desenrolar das investigações junto à DSI do TJMA. Também colocou as assessorias jurídica e de comunicação à disposição de Anelise para o que fosse necessário. Mais uma vez a juíza agradeceu o apoio recebido da AMMA.

Ainda na quinta-feira à noite, o presidente da Associação dos Magistrados entrou em contato com membros da Diretoria Executiva para alinhar as informações e detalhar as deliberações a serem tomadas pelas assessorias jurídica e de comunicação, em defesa da magistrada, ficando definido que às 7h30 do dia seguinte seria enviada Nota Pública à imprensa.

Sexta-feira (10/8) - Às 7h20 foi publicada nota em apoio à juíza Anelise no site e redes sociais da AMMA, também encaminhada à imprensa.

Na manhã desta sexta-feira, o presidente da AMMA foi surpreendido com o pedido de desfiliação da juíza Anelise Reginato, encaminhado por email e recebido às 8h05 (horário de expediente), pela auxiliar administrativa Rosevane Silva, devidamente respondido pela funcionária, dando ciência do recebimento (veja imagem).

Diante dos fatos expostos, a AMMA reitera que todas as providências foram tomadas e lamenta as interpretações equivocadas, divulgadas na mídia, acerca da desfiliação da juíza Anelise Reginato. Ao tempo em que ratifica o seu total e irrestrito apoio à magistrada, mantendo a postura de defesa intransigente da Magistratura maranhense.


Comentários:
Seja o(a) primeiro(a) a comentar este conteúdo!

Adicionar um Comentário:
CPF:  (Seu nome será incluído automaticamente no comentário)


1500 caracteres restantes


REDES SOCIAIS
Busca
Maillist
TV AMMA
COMPARTILHAR
jornal