Notícias
05/06/2018 18h11
AMMA solidariza-se com juíza Andréa Lago e divulga esclarecimentos

A Associação dos Magistrados do Maranhão (AMMA) solidariza-se com a juíza Andréa Lago, pelo desrespeito sofrido na manhã desta terça-feira (5), no Fórum Sarney Costa. Assim que tomou conhecimento do fato, o presidente Angelo Santos entrou em contato com a magistrada, colocando as assessorias jurídicas e de imprensa à disposição, para as medidas cabíveis.

Ao tempo em que se solidariza com a juíza Andrea Lago, a AMMA repudia com veemência o fato de uma autoridade judiciária do Maranhão estar sendo alvo de violação no exercício de sua função, em clara demonstração de desrespeito à instituição da Justiça.
 
Abaixo, os esclarecimentos da juíza Andréa Lago:

Colegas magistrados,

Em face das postagens em blogs e vídeos publicadas em grupos de WhatsApp, informando sobre o constrangedor episódio que aconteceu na manhã dessa terça-feira (5), no Fórum de São Luís, gostaria de esclarecer os seguintes pontos:

1- Ao chegar na sala de audiências do 1º Juizado Criminal, onde atuo, e verificando a presença de partes com seus respectivos advogados, e após análise dos autos, iniciei uma explanação sobre o procedimento legal adotado, momento em que observei que o advogado Tufi Maluf, com tom de voz já alterado, passou a falar de forma ininterrupta, prejudicando a compreensão das partes.

2- Por mais de uma vez solicitei ao referido advogado que mantivesse a calma e deixasse eu explicar acerca do procedimento, uma vez que a audiência não seria realizada. Ocorre que, de repente, este levantou e se dirigiu a mim de modo afrontoso e desrespeitoso, gritando, chegando a dizer que iria me dar voz de prisão.

3 – Em momento algum eu dei voz de prisão ao advogado Tufi Maluf, apenas alertei que se ele não se acalmasse e parasse de gritar, eu iria acionar o policiamento do Fórum.

4 – Os gritos do advogado chamaram a atenção de servidores de outros setores que entraram na sala de audiência do 1o Juizado Criminal para saber o que estava acontecendo, e também do policiamento.

5 – Tudo o que aconteceu pode ser comprovado nos vídeos divulgados em blogs, onde eu estou calma sentada e o advogado Tuti Maluf gritando descontroladamente, inclusive desacatando os policiais.

6 – Desde o primeiro momento mantive-me tranquila, como estou agora, consciente de que não cometi nenhum ato que desabone a minha conduta de cidadã e magistrada. Recebi todo o apoio da Associação dos Magistrados, na pessoa do presidente Angelo, que colocou a assessoria de imprensa e jurídica da entidade à minha disposição; da Corregedoria Geral de Justiça; da Diretoria de Segurança Institucional do Tribunal, na pessoa do coronel Alexandre, e do representante da AMMA na DSI, o colega Anderson, bem como da Diretoria do Fórum.

7 – Sou grata a todos os colegas pelo apoio que me foi dado. A minha decisão é aguardar os desdobramentos deste triste episódio, esperando que tudo seja devidamente esclarecido sem qualquer desgaste para a imagem da Magistratura ou para a respeitada advocacia maranhense.

São Luís, 5 de junho de 2018

Andréa Lago


Comentários:
Seja o(a) primeiro(a) a comentar este conteúdo!

Adicionar um Comentário:
CPF:  (Seu nome será incluído automaticamente no comentário)


1500 caracteres restantes


REDES SOCIAIS
Busca
Maillist
TV AMMA
COMPARTILHAR
jornal